SBC Update Online retoma as atividades com cobertura imperdível do ESC 2022

Atualizado: 1 de set.

Cobertura conta com mais de 30 entrevistas com os principais speakers do evento, além da sessão conjunta da SBC, do estudo patrocinado pelo DEIC e novidades sobre técnicas de Pet-CT na abordagem da doença coronária.


A cobertura do European Society of Cardiology Congress 2022 (ESC2022) marcou o início da retomada das atividades do SBC Update Online, projeto dedicado à divulgação dos congressos promovidos pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), assim como dos principais eventos médicos globais da especialidade. Com um formato editorial que se divide entre análises dos conteúdos em destaque e entrevistas com os principais speakers, o SBC Update Online consolida o processo de transformação digital na entidade. A plataforma, além de aproximar, em tempo real, os médicos que acompanham a SBC, possibilitou transmitir o que foi mais relevante no evento e, também, promoveu engajamento e interação entre seu público.


Os quatro dias de intensa programação do ESC 2022 receberam curadoria do editor-chefe do projeto, Roberto Giraldez, que ao lado de Bruno Paolino e Patrícia Guimarães, se dividiu em mais de 30 entrevistas imperdíveis com importantes lideranças na especialidade como Valentin Fuster, Axel Diederichsen, Isla Mackenzie, entre outros grandes nomes.

A SBC marcou presença em sessão conjunta "Challenges in remote cardiovascular care during pandemics: a step in to the future", que debateu o atendimento remoto e suas implicações na prática clínica. Weimar Sebba Barroso, membro do Conselho Administrativo da SBC, ressaltou a importância desta discussão, tendo em vista que a pandemia acelerou estratégias que já estavam em implementação, principalmente no contexto do telemonitoramento da pressão arterial.

O Departamento de Insuficiência Cardíaca (DEIC/SBC) também foi representado pelo estudo Registro BREATHE. O estudo, patrocinado pelo DEIC, avaliou pacientes internados com insuficiência cardíaca por até um ano em duas fases, em 2011 e 2016. A primeira fase abrangeu 43 centros distribuídos geograficamente pelo país inteiro, enquanto na segunda foram avaliados pacientes em 57 centros. Segundo Denilson Campos de Albuquerque, membro do Conselho Administrativo da SBC, a pesquisa registrou redução nas taxas de mortalidade, no tempo de hospitalização e, também, nas taxas de hospitalização.

O estudo brasileiro VIP-ACS foi apresentado durante a programação do ESC, com a presença de Remo Holanda Furtado, médico pesquisador do Academic Research Organization do Hospital Israelita Albert Einstein e médico assistente da Unidade de Coronariopatia Aguda do Incor. O cardiologista explica que o objetivo da pesquisa foi avaliar o impacto da vacina contra influenza na redução de eventos cardiovasculares em pacientes com coronariopatia, principalmente coronariopatia aguda. Além disso, o trial buscou responder perguntas como dose ideal a ser aplicada no paciente infartado e quando, se no momento da hospitalização, ou após a alta.

Otávio Berwanger, do Hospital Israelita Albert Einstein, participou do estudo PARADISE MI, um trial com 5661 pacientes em quase 500 centros em todos os continentes que analisa a eficiência do Sacubitril-Valsartana em pacientes pós infarto agudo do miocárdio comparado com o ramipril em pacientes de alto risco após IAM.


Em relação aos destaques internacionais, Roberto Giraldez considera o estudo coordenado por David Newby, da Universidade de Edimburgo, como um dos mais importantes. Através de técnicas de Pet-CT, a pesquisa busca detecção não-invasiva da placa vulnerável. “O estudo pode modificar o curso da nossa abordagem da doença coronária. A partir de um futuro próximo, deixaremos de buscar a isquemia como marcador de risco e passaremos a buscar a atividade da placa como marcador de instabilidade para o desenvolvimento de infarto agudo do miocárdio”, afirma Giraldez.

Para conferir a cobertura completa, com entrevistas e detalhes de todos os estudos, acesse a página especial SBC Update Online clicando aqui

180 visualizações