SBC e Museu do Amanhã celebram Dia Mundial do Coração e anunciam exposição conjunta para 2022

Equipamento recebeu iluminação especial para comemorar a data e alertar sobre a necessidade de prevenção das doenças cardiovasculares. Exposição ocorrerá simultaneamente ao Congresso Mundial de Cardiologia, no RJ


No Dia Mundial do Coração, 29 de setembro, o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, foi iluminado de vermelho em uma ação realizada em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e visou chamar atenção para a importância de preservar a saúde cardiovascular. A solenidade também serviu para anunciar um projeto conjunto para o próximo ano. A exposição Coração e Longevidade entrará em cartaz em outubro de 2022, simultaneamente ao Congresso Mundial de Cardiologia - maior e mais importante acontecimento da especialidade em nível mundial, que será realizado na capital carioca novamente após 24 anos.


A exposição abordará questões ligadas à saúde e à conexão entre a maior expectativa de vida e um olhar multidisciplinar para um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Além da mostra, a agenda também inclui um programa educativo com atividades para todas as idades.


O Museu do Amanhã pretende estimular, através da exposição, uma série de reflexões que abordam temas como a longevidade; anatomia do coração; saúde e sociedade (doenças cardiovasculares, fatores de risco e prevenção); inovações no tratamento da saúde do coração; os benefícios das relações sociais e emocionais de uma vida longeva e sua conexão com a maior qualidade de vida.


Exposição

Os importantes assuntos relacionados ao coração serão abordados em diferentes formatos na exposição Coração e Longevidade, do Museu do Amanhã. A mostra abordará questões cruciais como as inovações médicas e tecnológicas no tratamento do coração podem garantir uma melhor qualidade de vida à população durante toda a sua vivência, o papel da desigualdade social nesse contexto, e o que pode ser feito para que todos possam viver mais e melhor. Além de temas ligados a como a saúde mental e emocional favorecem a saúde do coração. A mostra contará com ambientes imersivos, realidade virtual e jogos com experiências lúdicas para que o público possa interagir e também repensar seu estilo de vida.


Os temas relacionados ao coração também serão tratados a partir de diferentes modalidades de atividades, como rodas de conversa sobre alimentação saudável, oficina de plantas medicinais, webinar sobre as inovações na área da saúde em parceria com o Laboratório de Biomedicina da PUC-Rio e um ciclo de discussões sobre longevidade e qualidade de vida.




38 visualizações