• Cardiol

SBC apresenta candidatura do Brasil como sede do Congresso Mundial de Cardiologia

Evento é o mais importante da especialidade em todo o mundo. Comissão, liderada pelo presidente Marcelo Queiroga, esteve junto ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para angariar apoio à iniciativa


A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), apresentou, oficialmente, no dia 24 de fevereiro, a candidatura do Brasil como sede do World Congress of Cardiology / Congresso Mundial de Cardiologia, em 2022. O presidente da entidade, Marcelo Queiroga, acompanhado por Andréa Brandão, presidente do Congresso SBC 2022 e diretora de departamentos especializados, Wolney Martins, presidente da Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro (Socerj) e integrante da Comissão Científica da SBC, e Luiz Felipe Costamilan, superintendente da entidade, estiveram na Prefeitura do Rio de Janeiro, para tratarem junto ao prefeito Eduardo Paes sobre o Projeto “Em 2022 Sou + Rio”.


De 1950 até hoje, o Congresso Mundial de Cardiologia da World Heart Federation / Federação Mundial do Coração, tem sido um evento chave no calendário da especialidade, oferecendo uma perspectiva verdadeiramente global sobre a saúde do coração e reunindo milhares de profissionais da cardiologia de todo o mundo, com o objetivo comum de reduzir a carga global de doença cardiovascular.


Trazer o evento para o Brasil, mais especificamente para o do Rio de Janeiro, significa transformá-lo em Cidade do Coração. O prefeito declarou apoio integral à candidatura do município como protagonista deste que é considerado o mais importante evento da cardiologia mundial e uma plataforma global para profissionais em saúde cardiovascular.


Com estimativa de 30 mil participantes, muitos deles internacionais, o congresso movimentará a cidade-sede também sob o ponto de vista econômico: a expectativa de receita com turismo é de 50 milhões de dólares.


“Hoje começamos a trajetória rumo a 2022. Andréa Brandão será a presidente desse Congresso, sendo também o selo de qualidade do nosso evento, com toda sua experiência e tradição no Rio de Janeiro na organização de eventos muito categorizados e que contribuirão para a realização do maior evento da cardiologia no Brasil”, destacou o presidente da SBC.


Andréa já foi presidente da Socerj e tem contribuição destacada na SBC com grande dedicação à entidade, e, atualmente, é a diretora de Departamentos Especializados. Ela é professora titular de Cardiologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).


“Estamos muito felizes com esse desafio e vamos dar o nosso máximo para fazer o melhor Congresso de Cardiologia que o Brasil já teve, para que possamos congregar, principalmente depois desse tempo tão longo de pandemia, reencontrar e poder aprender cada vez mais da cardiologia e com a interação com os nossos amigos cardiologistas. Em 2022, Somos + Rio”, disse Andréa.



101 visualizações