• Cardiol

Professor Fausto Pinto, presidente eleito da WHF, recebe título de Sócio Honorário da SBC

Atualizado: 27 de Nov de 2020

Cerimônia de outorga da titulação, que é conferida àqueles que têm relevantes contribuições à cardiologia brasileira, ocorreu na sede da entidade

no Rio de Janeiro, no dia 20 de novembro



A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) entregou o título de Sócio Honorário da entidade ao professor Fausto Pinto, presidente eleito da World Heart Federation (WHF), em cerimônia realizada em sua sede, no Rio de Janeiro, no último dia 20 de novembro, data em que teve início o 75º Congresso Brasileiro de cardiologia (CBC).


A proposta de outorga do título foi encaminha pelo presidente da SBC, Marcelo Queiroga, e foi aprovada, com louvor, por unanimidade de votos, na última Assembleia Geral de Associados Delegados (AGAD) da entidade, realizada em 30 de outubro.


Essa titulação é conferida, de forma seletiva e criteriosa, àqueles que têm relevantes contribuições à cardiologia brasileira. Há mais de duas décadas, a SBC não conferia esse título. O último foi concedido a Antônio Bayés de Luna, em 1997.


“Nesse período, surgiu a liderança do professor Fausto Pinto, que reúne qualificação invejável e possui grande expressão na Europa, sendo um dos principais nomes da cardiologia mundial, e que vem atuado fortemente em prol da especialidade praticada nos países de língua portuguesa, inclusive pelo Brasil, na comunidade europeia, e pela qualificação e difusão do conhecimento cardiológico produzido em nosso país”, destacou Queiroga.


Ex-presidente da European Society of Cardiology (ESC), Fausto Pinto, entre suas principais funções atuais, é professor catedrático de medicina/cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde também é reitor, e professor titular de cardiologia do Hospital de Santa Maria; coordenador nacional do Conselho das Escolas de Medicina; presidente da Comissão Executiva do Centro Acadêmico de Medicina de Lisboa; chefe do Serviço de Cardiologia do Hospital Universitário de Santa Maria; e também diretor do Instituto Cardiovascular de Lisboa.


A forte atuação do professor junto às universidades brasileiras também foi destacada por Queiroga na cerimônia de outorga do título. A parceria proporcionada pelo professor entre a Universidade de Lisboa e instituições de ensino brasileiras, principalmente a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade de São Paulo (USP), tem possibilitado que os alunos formados nessas faculdades possam ter uma dupla titulação, podendo obter o diploma de médico também em Portugal, o que vem facilitando o intercâmbio e o aprimoramento dos profissionais de medicina.


“O professor Fausto Pinto tem sido um embaixador do Brasil na Europa e suas atividades acadêmicas têm ajudado muito o país a se desenvolver e, de forma especial, a cardiologia”, ressaltou.


A Sociedade Portuguesa de Cardiologia também encaminhou um ofício destacando a satisfação por a SBC atribuir ao presidente eleito da WHF o título de Sócio Honorário. “Um acadêmico ilustre e um homem a frente do tempo, ao professor Fausto Pinto enviamos as mais calorosas e cordiais saudações. Esta distinta titulação de alguma forma toca também os corações dos cardiologistas portugueses”, assinou o presidente da entidade portuguesa, Victor Machado Gil.


O professor Fausto Pinto disse que não podia esconder o quanto estava grato por receber tão importante e distinto título. “Tive o privilégio de, ao longo desta caminhada de tantos anos, ter encontrado doutores e profissionais extraordinários como os da Sociedade Brasileira de Cardiologia, que têm levado a entidade aos patamares das grandes sociedades médicas científicas mundiais e feito muito pelo desenvolvimento da ciência cardiológica. Por isso, tenho muito orgulho e honra de estar agora no seio desta sociedade”, afirmou.


Também foi entregue ao professor a medalha Dante Pazzanese, criada para reconhecer os relevantes préstimos à cardiologia brasileira e que é concedida aos que presidiram a SBC.

101 visualizações