Presidente licenciado da SBC e atual ministro da Saúde recebe Medalha Dante Pazzanese

Marcelo Queiroga visitou a sede da entidade no Rio de Janeiro, onde reuniu-se com a diretoria e também foi homenageado


No último dia 14 de maio, o presidente licenciado da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e atual ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, esteve na sede da entidade no Rio de Janeiro, onde reuniu-se com a diretoria e foi homenageado.


Ele recebeu a Medalha Dante Pazzanese, objeto de reconhecimento da SBC para aqueles que se dedicam à cardiologia nacional e possuem relevantes préstimos à especialidade no Brasil. A honraria foi entregue pelo presidente da Sociedade, Celso Amodeo.


“A SBC teve a honra de receber o excelentíssimo Ministro da Saúde e na ocasião tivemos a oportunidade de discutir aspectos relacionados não só com a pandemia, mas, também, com a saúde cardiovascular da população brasileira, assim como projetos de melhoria da atenção primária do Sistema Único de Saúde (SUS) em relação às doenças crônicas não transumísseis, entre elas as cardiopatias. Também foi entregue a Medalha Dante Pazzanese, como reconhecimento dos trabalhos por ele prestados em um ano de gestão à frente da SBC”, disse Amodeo.


Para a SBC, segundo Amodeo, é um motivo de imenso orgulho ter um presidente seu indicado para um Ministério de tamanha relevância, principalmente ao se analisar o cenário da saúde atual.


“Assumimos a responsabilidade, muito grande, de continuar o excelente trabalho que o dr. Marcelo Queiroga vinha exercendo à frente da SBC, mas, também, estamos certos de que ele tem a capacidade necessária para dirigir o Ministério da Saúde nesse enfrentamento de pandemia da Covid-19. Já começamos a ter redução dos números, intensificação da vacinação e desejamos a ele todo sucesso em seu trabalho, que, sem dúvida nenhuma, também é uma grande vitória da cardiologia brasileira”, finalizou Amodeo.

209 visualizações