• Cardiol

Nota de Pesar - Falecimento do Dr. Marco Aurelio de Oliveira Barros


A Sociedade Brasileira de Cardiologia lamenta informar o falecimento do Dr. Marco Aurelio de Oliveira Barros vítima da COVID-19. O Dr. Marco Aurelio era um médico vocacionado, pioneiro da cardiologia no Nordeste, com grande contribuição para consolidação da Cardiologia no estado da Paraíba. Foi homenageado pela SBC como destaque docente em 2007.


Marco Aurélio nasceu em Campina Grande em 2 de março de 1935. Filho do ilustre Procurador de Justiça, Dr.Paulino Barros e de D. Amélia de Oliveira Barros. Casou-se em primeiras núpcias com a Sra. Margarida De Vivo, professora de piano do Departamento de Música da UFBA, de cuja união nasceram os filhos: Márcio Aurélio, Marco Antônio e Marta Lúcia; este último, seguiu as pegadas do pai, sendo hoje destacado cardiologista. Com o falecimento prematuro de sua esposa, contraiu núpcias mais tarde tarde com a Srta. Lêda Cardoso; da união nasceu Marília Lúcia, também competente médica.


Realizou o curso primário e o ginasial em Campina Grande, no Colégio Pio XI; nesta época, já demonstrava grande interesse pela leitura, além de apurado interesse pela política estudantil, tendo sido eleito presidente do Diretório.


No intuito de seguir a carreira do genitor, matriculou-se no Curso Clássico em Recife-PE, mas no 2º ano, percebeu que sua vocação era a medicina, transferindo-se, assim, para o Científico. Aprovado em 1º lugar no vestibular da Faculdade de Ciências Médicas de Recife, onde cursou até o 3º ano, resolveu em seguida, transferir-se para a Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia, a famosa escola do Terreiro de Jesus. Colou grau em 1958.


Ainda como estudante, foi nomeado chefe de Gabinete do Reitor Edgar Santos. Seu currículo é muito vasto, destacando-se: Residência médica no Hospital das Clínicas da UFBA e no Hospital das Clínicas da USP; Estágios nas Universidades de Minnesota, Yale e no New York Hospital – USA, e no Instituto Nacional do México.


Retornando a João Pessoa, instalou seu consultório, em 1962. Sempre muito solícito e fiel à clientela, atendia chamados , muitas vezes às altas horas da madrugada, numa época em que não havia hospitais com médicos de plantão por 24h; levava consigo seu eletrocardiógrafo portátil, medicava-os e transferia para o hospital. Muitas vezes, os pacientes não tinham como pagar o atendimento, mas, mesmo assim, tratava-vos com “ presteza e dedicação “, conforme asseverou Gilvandro de Assis.


Na Universidade, sua carreira foi meteórica: Professor Adjunto, Livre-Docente, e depois Professor Titular. Apesar de ser cardiologista , ingressou através da Disciplina de Doenças Infecciosas e Parasitárias, onde atuava com muita desenvoltura e competência, conforme pude constatar quando fui seu aluno na referida Disciplina, nos idos de 1970. Além disso, foi Vice-diretor do CCS-UFPB, fundador do NUMETROP ( Núcleo de Medicina Tropical) , Editor da Revista CCS e implantou o Programa de Residência Médica da UFPB, em 1977, tendo sido o primeiro Presidente da COREME.


Publicou dezenas de trabalhos em periódicos, participou de muitos eventos como conferencista ou ministrando cursos.


Como representante do Programa Parteners of Americas Paraíba-Connecticut viabilizou estágios para estudantes de medicina da UFPB em hospitais daquele estado americano, entre os quais fui contemplado, realizando parte do internato no Saint Francis Hospital em Hartford-Connecticut. Através do referido programa, propiciou a vinda de vários professores americanos para ministrar cursos na UFPB, entre os quais Richard Quintilliani, Stephen Sulavik e Paschoale Peirellie.


Foi também um dos fundadores do Hospital Samaritano, em sociedade com Augusto de Almeida Filho e José Lavoisier Feitosa, e da Sociedade Paraibana de Infectologia.


Presidiu a Academia Paraibana de Medicina no biênio 2006/2008, e atualmente mantém atendimento regular no seu consultório e no Hospital Samaritano, com a dedicação e o entusiasmo de fazerem inveja aos mais jovens.

708 visualizações

Sede - Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160

3º andar - Sala: 330 - Centro

Rio de Janeiro - CEP: 20020-907

Contato: (21) 3478-2700

E-mail: sbc@cardiol.br

Sede - São Paulo

Alameda Santos, 705

11º andar - Cerqueira César

São Paulo - CEP: 01419-001

Contato: (11) 3411-5500

E-mail: sbc@cardiol.br

Redes Sociais

  • LinkedIn ícone social
  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Sociedade Brasileira de Cardiologia | tecnologia@cardiol.br

  • LinkedIn ícone social
  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram