• eduardowdcom

Nota de falecimento - Dr. Ivan Maia


A Cardiologia Brasileira, e em especial a do Rio de Janeiro, perdeu hoje (23/06/2020), aos 83 anos, um dos seus maiores ícones! E a Arritmia e Eletrofisiologia, um dos seus pioneiros!


Nascido em 1937, carioca legítimo, aos 12 anos encontrou o amor de sua vida, Madalena, com quem se casou aos 21 anos, teve 3 filhos e amou por toda a vida. Aos 18 anos, entrou para Faculdade de Ciências Médicas (UEG, atual UERJ), formando-se em 1961. Em 1966, foi para os Estados Unidos, para seu fellowship de 2 anos, em La Jolla, Califórnia, na área de vetorcardiografia. Posteriormente, foi convidado para um sênior fellow, em Phoenix, Arizona.

De volta ao Brasil, foi trabalhar na Santa Casa, dando aulas na pós-graduação e trabalhando no serviço do Professor Nelson Botelho Reis, tendo fundado o 1º serviço de hemodinâmica do Rio de Janeiro, junto com Norival Romão, Renato Vilella, Jorge Moll Filho, Marco Aurélio Santos, Klerman Lopes e Cyro Rodrigues.


Na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, formou inúmeras gerações de hoje notáveis cardiologistas, tendo inclusive sido Professor do nosso hoje Presidente da SBC, Dr. Marcelo Queiroga. Em 1970, prestou concurso para livre docente da UFRJ. Foi chefe do Departamento de Eletrofisiologia e Arritmias do Hospital de Cardiologia de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, onde iniciou os procedimentos de eletrofisiologia com os registros dos eletrogramas do Feixe de His.


Teve inúmeras atividades associativas na SOCERJ, onde participou de várias diretorias, ocupando cargos de destaque, como Diretor Científico e Vice-presidente, entre outros. Na Sociedade Brasileira de Cardiologia, foi Diretor Financeiro na gestão do Dr. Iran Castro, entre outros cargos de destaque.

Na década de 1980, fundou o “Clube do Ritmo”, para estudo do ritmo cardíaco, e editou seu primeiro livro: ECG nas Arritmias, rapidamente esgotado. Em seguida, criou o Grupo de Estudos de Arritmias Cardíacas, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, junto com Eduardo Sosa e Adalberto Lorga, dando origem ao Departamento de Arritmias Cardíacas.


Teve uma grande participação na fundação da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), onde ocupou diversos cargos importantes, entre eles a Presidência da mesma associação. Em 1988, fechou o consultório e passou a se dedicar à pesquisa clínica e ao Hospital Procardiaco, na área da arritmia clínica.

Em 1990 criou a RitmoLab, primeiro grupo de eletrofisiologia do Rio de Janeiro, dando início aos procedimentos percutâneos para ablação das arritmias cardíacas, ensinando e iniciando, assim, toda uma geração de eletrofisiologistas hoje distribuídos em todo nosso imenso país.

Pessoa ímpar, irreverente e divertida, que deixa muitos seguidores. Perda lastimável para toda a cardiologia brasileira.

Ficamos órfãos!


Silvia Helena Cardoso Boghossian e Denilson Campos de Albuquerque

1,049 visualizações

Sede - Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160

3º andar - Sala: 330 - Centro

Rio de Janeiro - CEP: 20020-907

Contato: (21) 3478-2700

E-mail: sbc@cardiol.br

Sede - São Paulo

Alameda Santos, 705

11º andar - Cerqueira César

São Paulo - CEP: 01419-001

Contato: (11) 3411-5500

E-mail: sbc@cardiol.br

Redes Sociais

  • LinkedIn ícone social
  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Sociedade Brasileira de Cardiologia | tecnologia@cardiol.br

  • LinkedIn ícone social
  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram