• Cardiol

Nota de esclarecimento sobre o ácido acetilsalicílico

Os estudos têm sinalizado nos últimos anos que, na prevenção primária, não se indica o ácido acetilsalicílico, popularmente conhecido pela marca aspirina. A recomendação de não indicar o medicamento para pessoas saudáveis acima dos 50 anos sem a doença coronariana já é seguida por aqui no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC.

“O motivo da não recomendação é porque o benefício era muito pequeno e ruim ao longo dos anos por aumentar o risco de sangramento, principalmente gastrointestinal”, explica o diretor científico da SBC, Dalton Précoma. “O que se constatou é que se prevenia uma coisa, a doença cardiovascular, e prejudicava outra, o sistema gastrointestinal”, completa Précoma.

A recomendação de utilização do ácido acetilsalicílico é feita somente para diabéticos ou quem já tem doença coronariana. “Os estudos científicos globais estão sinalizando para essa tendência”, esclarece o diretor científico da SBC.

Durante o congresso do American College of Cardiology – ACC.19, em New Orleans, nos Estados Unidos, o ACC e a American Heart Association – AHA lançaram uma diretriz de prevenção esclarecendo esta recomendação com base em uma série de robustos estudos dos últimos anos.

175 visualizações