Estudo com 14 mil pacientes relacionou a pressão arterial ao exercício físico
Estudo com 14 mil pacientes relacionou a pressão arterial ao exercício físico

13/03/2024, 18:38 • Atualizado em 12/03/2024, 10:19

 

Pesquisa teve origem no maior banco de dados de Ecocardiografia sob Estresse Físico do país e foi publicada na ABC Cardiol

O estudo “Resposta Exagerada da Pressão Arterial Sistólica ao Exercício e Isquemia Miocárdica à Ecocardiografia sob Estresse Físico” busca esclarecer o comportamento da pressão arterial sistólica (PAS) durante o exercício, por meio da ecocardiografia sob estresse físico (EEF). A pesquisa pode ser acessada na última edição da revista ABC Cardiol, periódico da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

A pesquisa surgiu devido à constatação de respostas controversas na literatura científica sobre o assunto. Por isso, foram analisados dados de mais de 14 mil indivíduos com síndrome coronariana crônica (SCC) suspeita ou estabelecida. As avaliações foram realizadas no Laboratório de Ecocardiografia da Clínica e Hospital São Lucas (ECOLAB), referência cardiológica de Aracaju-Sergipe, entre os anos de 2000 e 2022.

“Alguns estudos demonstraram maior frequência de isquemia miocárdica em indivíduos com resposta exagerada da pressão arterial sistólica ao exercício (REPASE) e outros apresentaram um cenário inverso em que a REPASE foi associada a menor probabilidade de dor torácica e de isquemia miocárdica”, explica Cláudia Martins-Santos, uma das autoras do artigo.

Como mencionado anteriormente, a pesquisa teve origem no maior banco de dados de Ecocardiografia sob Estresse Físico do Brasil. Atualmente, o levantamento segue ativo e já conta com mais de 15 mil exames. O registro dos dados é feito atualmente por Joselina Oliveira, Stephanie Macedo Andrade e Iana Bispo, pesquisadoras e também autoras do artigo.

“À medida que os exames eram realizados, nós os cadastramos em nosso banco de dados construído prospectivamente pelos pesquisadores da linha de pesquisa, de tal modo que a tabulação também foi finalizada em janeiro de 2022”, diz Cláudia. A presença de REPAS no estudo foi definida por um aumento igual ou maior a 90mmHg, valor correspondente ao percentil 95 (p95) da população estudada.

“Reiteramos a importância da análise de uma população brasileira que o nosso trabalho proporcionou, identificando, para o mesmo percentil da população (p95), maior aumento da pressão arterial sistólica em nossa amostra (≥ 90 mmHg) do que geralmente descrito em outras populações (≥ 80 e ≥ 70 mmHg)”, diz Cláudia.

Ela ressalta os dois principais mecanismos pelos quais indivíduos podem apresentar um incremento sistólico exagerado: o aumento do débito cardíaco (DC) e o aumento da resistência vascular periférica.

“Em nosso trabalho, os indivíduos com REPASE partiram de valores de PAS mais baixos e apresentaram maior aumento tanto da PAS quanto da frequência cardíaca com o exercício, o que corrobora com a hipótese de que o aumento do débito cardíaco poderá ser o principal determinante para os presentes resultados”, afirma a pesquisadora.

No grupo de indivíduos com REPASE, também foram identificados maiores níveis de capacidade cardiorrespiratória.

Os resultados do estudo indicam que a resposta da PAS ao exercício fornece informações essenciais para a prática clínica a respeito da integridade do sistema cardiovascular, podendo ser um marcador de exclusão de isquemia miocárdica em pacientes com síndrome coronariana crônica suspeita ou estabelecida. Ressalta-se, porém, a necessidade de realização de mais estudos para confirmação dos resultados.

Logotipo da SBC

Sede - São Paulo

Alameda Santos, 705

11º andar - Cerqueira César

São Paulo - CEP: 01419-001

E-mail: sbc@cardiol.br

Sede - Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160

3º andar - Sala: 330 - Centro

Rio de Janeiro - CEP: 20020-907

E-mail: sbc@cardiol.br

Telefone: (21) 3478-2700

Redes sociais

Link para LinkedInnLink para FacebookLink para TwitterLink para YouTubeLink para Instagram

Baixe o app Cardiol Mobile

Apple Store BadgeGoogle Play Badge
Certificação 9001 da SBC

Desenvolvido por:

Produzido por Docta