Efeitos do exercício físico no perfil lipídico e inflamatório de usuárias de anticoncepcional oral

Artigo que integra a IJCS de julho/agosto traz os resultados desse estudo inédito


O uso de anticoncepcionais orais combinados é fator de risco para doença aterosclerótica e exercício pode minimizar esta condição. A partir desse fundamento, um artigo que integra a edição de julho/agosto da revista International Journal of Cardiovascular Sciences (IJCS), disponível a partir do dia 7/7, verificou se o treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) promove alterações nos níveis lipídico e inflamatório em mulheres usuárias de anticoncepcional oral combinado.


Foi realizado um estudo cruzado sequencial com mulheres de 20 a 30 anos, classificadas como irregularmente ativas pelo questionário internacional de atividade física, quando utilizado anticoncepcional oral combinado. A avaliação físico-clínica foi realizada com medidas antropométricas, VO2máx e análise do perfil lipídico e inflamatório. As participantes foram divididas em dois grupos: de intervenção inicial, que começou a praticar HIIT por dois meses, e de intervenção posterior, que permaneceu inativo pelo mesmo período.


O artigo conclui que o programa HIIT foi capaz de reduzir o perfil inflamatório, mas não alterou o perfil lipídico das mulheres irregularmente ativas usando anticoncepcional oral combinado.


Leia o artigo na íntegra na revista IJCS, edição de julho/agosto de 2022. Acesse: https://ijcscardiol.org/article/effects-of-physical-exercise-on-lipid-and-inflammatory-profile-of-women-using-combined-oral-contraceptive-a-cross-over-study/


59 visualizações