Dia Mundial do Coração

SBC realizou projeto piloto do programa SBC vai à Escola em São Caetano do Sul


No dia 29 de setembro, Dia Mundial do Coração, a Sociedade Brasileira de Cardiologia realizou em São Caetano do Sul um projeto piloto do programa SBC vai à Escola, que tem como objetivo educar e transformar crianças e adolescentes em agentes de prevenção sobre os riscos cardiovasculares em suas famílias.

A ação ocorreu simultaneamente em 70 escolas do município com aulas, palestras e atividades práticas como a que foi conduzida pelo Samu no dia 29, que ensinou às crianças, professores e funcionários das escolas as massagens cardíacas de reanimação, utilizada emergencialmente em indivíduos que estejam sofrendo um ataque cardíaco enquanto aguardam socorro médico.



Doenças cardiovasculares são as maiores causam de morte

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil, matando cerca de 1100 pessoas por dia, totalizando mais de 400 mil mortes por ano. Os principais riscos cardiovasculares são o colesterol alto, o diabetes e a hipertensão, além do excesso de peso, sedentarismo, estresse, falta de sono adequado, entre outros. 5 em cada 10 brasileiros possui algum fator de risco.

Segundo a OMS, 80% das mortes por doenças cardiovasculares poderiam ser evitadas com mudanças de hábitos e medidas preventivas

O "SBC vai à Escola" está em sua segunda fase. Além de São Caetano, todas as escolas do SESI/SENAI e integrantes do Sistema. Além disso, a SBC está renovando convênio com a Secretaria de Educação do governo de São Paulo para estender a iniciativa para todas as escolas estaduais.

Em uma segunda fase, convênios serão firmados com Secretarias Municipais de Saúde e o objetivo no médio prazo é que o projeto se espalhe para todo o país.

Trata-se da maior ação em prevenção cardiovascular voltada para a infância no país, seguindo diversas diretrizes globais em cardiologia que apontam redução significativa dos riscos quando a prevenção passa a ser discutida ainda na infância.

Ainda no dia 29, a SBC realizou uma ativação na estação Sé de metrô, com medições de pressão arterial e agentes de saúde compartilhando informações ao longo de todo dia. A Fiesp também participou da mobilização pela data com iluminação vermelha de seu prédio na Paulista em referência ao Setembro Vermelho.


212 visualizações