ABC Cardiol alcança maior fator de impacto de sua história

Com este marco, a publicação se consolida como a melhor revista científica de cardiologia na América Latina



É com grande orgulho que a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) anuncia uma importante notícia para o setor de publicações científicas cardiológicas no Brasil. A revista Arquivos Brasileiros de Cardiologia (ABC Cardiol) atingiu o maior fator de impacto de sua história, passando de 2,0 para 2,7. Isso significa que os artigos publicados em 2019 e 2020 tiveram, em média, 2,7 citações durante o período de 2020 e 2021.


O fator de impacto é baseado em um cálculo que permite classificar as revistas em um ranking. Das 193 publicações da ciência cardiovascular no mundo, atualmente, a ABC Cardiol é a número 94, ou seja, está entre as 100 melhores.


“Aumentar o fator de impacto leva muito tempo e exige grande maturidade da publicação, por isso, este marco é tão comemorado. Uma revista científica só sobrevive se estiver realmente progredindo neste indicador. A variação neste índice é considerada natural, mas esse aumento é realmente muito significativo, pois tem grande importância para a visibilidade internacional da revista”, expõe o cardiologista e editor-chefe da ABC Cardiol, Carlos Eduardo Rochitte.


A publicação já era a número um da América Latina e agora consolida sua liderança na região, firmando-se no quartil 3 e caminhando para o quartil 2 muito em breve. O quartil é obtido pela divisão do número total de revistas de uma categoria por 4, permitindo a sua classificação em Q1, Q2, Q3 e Q4. Estar no quartil 2 significa que o seu desempenho é melhor do que pelo menos 50% das revistas dessa mesma categoria. “A ABC Cardiol merece receber as melhores publicações científicas do Brasil, da América Latina e do mundo”, ressalta Rochitte.


Produzida desde 1948, a ABC Cardiol traz, além dos artigos originais com dados inéditos na literatura, revisões confiáveis, pontos de vista bem equilibrados e comentários editoriais curtos sobre artigos importantes. Cartas de pesquisa transmitem opiniões de especialistas sobre inovações, novas tecnologias e questões críticas no campo da cardiologia. Todo o material publicado é lançado em inglês e português.


A publicação é indexada em todas as principais bases de dados internacionais (incluindo PUBMED) e os membros do conselho editorial e editores estão entre os pesquisadores mais conceituados no Brasil e no exterior.


Acesse https://abccardiol.org/ e confira a edição mais recente.


153 visualizações