Sede - Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160

3º andar - Sala: 330 - Centro

Rio de Janeiro - CEP: 20020-907

Confira nossos contatos

Sede - São Paulo

Alameda Santos, 705

11º andar - Cerqueira César

São Paulo - CEP: 01419-001

Confira nossos contatos

Redes Sociais

  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Sociedade Brasileira de Cardiologia | tecnologia@cardiol.br

  • Cardiol

WHF e SBC se reúnem para montar plano de redução de 25% da mortalidade cardíaca até 2025

Uma segunda etapa do projeto já está programada para setembro.


A Diretoria da Federação Mundial do Coração – World Heart Federation (WHF) – realizou em São Paulo uma reunião conjunta com a Sociedade Brasileira de Cardiologia e o Ministério da Saúde. No encontro foi discutido o ambicioso projeto de reduzir no mundo inteiro em 25% até 2025 a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis, que enfoca principalmente as doenças cardiovasculares.

Um dos coordenadores do programa no mundo e no Brasil, Álvaro Avezum, explica que como as doenças cardiovasculares passaram a ser a mais importante causa de morte no mundo, provocando mais óbitos do que o câncer, inclusive, a Organização Mundial da Saúde e a World Heart Federation abraçaram o projeto de drástica redução da mortalidade por doenças cardíacas nos próximos dez anos. Segundo Avezum, no Brasil a tendência de redução da mortalidade por doenças cardiovasculares é discreta, e em alguns estados está ocorrendo aumento dessa mortalidade.

O projeto está sendo desenvolvido, diz o presidente da SBC Angelo de Paola, e foram identificadas três áreas prioritárias para que se atinja o objetivo: atendimento dos pacientes que já desenvolveram doenças cardiovasculares e requerem prevenção secundária; detecção, acompanhamento e controle da hipertensão arterial, que é um dos principais fatores de risco cardíaco; e redução do uso do tabaco. Neste último objetivo o Brasil é líder mundial, pois nenhum país conseguiu reduzir tanto e tão rapidamente a porcentagem de fumantes.

Passo a passo A WHF e a SBC debateram, durante o encontro, as estratégias de prevenção nos vários países. "O primeiro passo será criar uma aliança nacional envolvendo cardiologistas, especialistas em hipertensão, colesterol e diabetes, atendimento primário, entidades que reúnem pacientes, autoridades governamentais e responsáveis pelas políticas de Saúde Pública", contou Avezum.

O encontro começou com uma apresentação conjunta dos objetivos do projeto, feita pelo presidente da SBC, Angelo de Paola, e pelo presidente da WHF, Salim Yusuf. Na sequência, foram feitas apresentações e discussões sobre como tornar efetiva a prevenção cardiovascular, os princípios para a montagem de uma aliança nacional brasileira para a prevenção, a perspectiva e visão do governo brasileiro e a preparação da grande reunião internacional marcada para setembro. No segundo semestre, o projeto desenhado em São Paulo será apresentado aos representantes dos vários países a serem envolvidos na campanha.

Fonte: Jornal SBC 153 · Abril · 2015

3 visualizações
  • workplace-logo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram