Focando em salvar vidas, SBC promove curso de primeiros-socorros para colaboradores

Realizado no Rio de Janeiro e em São Paulo, o treinamento incluiu teoria e prática, com simulação de situações emergenciais para que os participantes pudessem realizar os procedimentos corretos de socorro.

“Noções básicas de primeiros-socorros e de atendimento cardiopulmonar” foi tema de curso oferecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) aos seus colaboradores do Rio de Janeiro e de São Paulo, no final de setembro.

No treinamento, que é direcionado a profissionais não médicos, e que incluiu teoria e prática, foram simuladas situações emergenciais para que os participantes pudessem realizar os procedimentos corretos de socorro em cada uma.


A SBC entende que é importante que toda a população tenha noção de primeiros-socorros. Já houve casos de emergência dentro da entidade que foram administrados corretamente devido a treinamentos como este. “Nos Estados Unidos, a Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) é comumente ensinada nas escolas e praticada nas empresas. As estatísticas demonstram desfechos muito melhores quando o primeiro atendimento é rápido e correto, mesmo feito por profissional não médico. Se esse conhecimento fosse amplamente difundido no Brasil, salvaríamos milhares de vidas todos os anos e evitaríamos muitas sequelas por conta de eventos cardiovasculares”, expõe Sergio Timerman, diretor do Centro de Treinamento da SBC.

O objetivo do curso, que teve duração de 3 horas e reuniu 50 colaboradores, foi aumentar as chances de salvamento de um colega de trabalho ou qualquer outra pessoa, onde quer que seja necessário. O primeiro treinamento sobre o tema aconteceu em 2017.



“Esta ação tão importante foi pensada com muito carinho pela entidade, que entende que ministrar este tipo de treinamento contribui não apenas para salvar vidas, mas também para manter o ambiente de trabalho mais seguro e resguardar a saúde dos colaboradores”, explica Rafael Botelho, gestor administrativo-financeiro da SBC.


Ele ressalta que a capacitação é sempre vista como um investimento, nunca como um custo. “É importante que estes treinamentos ocorram de forma regular, pois é necessário praticar as habilidades de ressuscitação, e com frequência acontecem atualizações nos cursos e nos protocolos de primeiros-socorros”, conta Botelho, lembrando que a capacitação foi realizada seguindo todas as medidas de saúde para tornar o ambiente das aulas o mais seguro possível.


Além de realizar cursos para a própria equipe, a SBC também conduz treinamentos em instituições de saúde e empresas, tanto para profissionais de saúde quanto para o público leigo. “Faz parte da nossa missão difundir o conhecimento sobre o tema. No final das contas, o nosso objetivo é reduzir a carga de doenças cardiovasculares no país”, completa Botelho.




29 visualizações